24/06/2009

A MODELAGEM TRIDIMENSIONAL E A FORMA




... A modelagem tridimensional é uma técnica artesanal muito antiga, é o início da construção da roupa, por ser desenvolvida diretamente sobre o corpo. Não se tem uma referência precisa do início da sua utilização. Acredito que a modelagem plana derivou-se desta, por não exigir conhecimentos de geometria, matemática. Mas, ao mesmo tempo ela exige muita percepção visual e noções da anatomia humana, que é a forma – a forma sempre ultrapassa a função prática das coisas encontrando em sua configuração as qualidades visuais: agudeza, força, fragilidade, harmonia ou discordância que são lidas simbolicamente como imagens da condição humana. A forma nos atinge direta e profundamente. Estas sutilezas de informações poderemos encontrar tanto na modelagem plana como na tridimensional. (Maria do Carmo Paulino dos Santos: Modelagem Arte e Técnica - FASM 2005 / SP).

Pois é....queridos leitores, resolvi trazer parte da minha monografia: Modelagem Arte e Técnica de 2005 pela Faculdade Santa Marcelina para trazer de volta em questão o assunto forma e configuração. Tanto na moda como também em outros design de objetos.
É visível perceber novas manifestações da forma propostas por alguns designers em primeiro plano, deixando a textura e a cor em segundo plano. Não desmerecendo estes aspectos, mas evidenciando a sutileza da forma através do olhar – como “Capitação do Essencial” de: Rudolf Arnheim ( em Arte e Percepção Visual – Uma Psicologia da Visão Criadora).
Nesta obra Arnheim nos conta que a visão é uma captação ativa. Ver significa captar algumas características proeminentes do objeto. E que “ forma é a configuração visível do conteúdo” (escreveu o pintor Bem Shahn). Sob o título “configuração” Arnheim examina alguns dos princípios pelos quais o material visual que os olhos recebem e se organiza de modo que a mente humana possa capta-los. E toda vez que percebemos a configuração, consciente ou inconscientemente, nós a tomamos para representar algo, e desse modo ser a forma de um conteúdo.
Então retornando a minha inquietação pela forma, já faz um tempo que venho observando na evolução do design tanto na moda como nas artes e em outras áreas também uma espécie de sinergia ascendente pela questão da forma e ou configuração. E as referencias mais recentes que constatei foi no São Paulo Fashion Week e neste final de semana pude verificar muita coisa interessante como lhes apresento na fotos acima; o Smart - lindo carro que esta chegando no mercado brasileiro, lindo né!! E será personalizado para o cliente; a Melissa, calçado de plástico! A cor prata é calma, pois a ousadia é da forma “configuração” que está em primeiro plano no olhar do observador; e o lindo vestido em tafetá de seda branco. Mas uma vez a “forma” se prevalecendo em relação a cor e textura.
Maria do Carmo Paulino dos Santos

Nenhum comentário: