12/11/2010

Bordados

Oi pessoal !!.., sou  Claudia trabalho aqui no ateliê Ducaduca como assistente de modelagem e estilo. Estudei  modelagem no Senai em 2009.  Agora fui convidada  pela Ducarmo a ser também blogueira. Então vamos lá !!! 


Vou falar de bordados.


Para bordar é preciso capricho, atenção e paciência .O bordado é uma arte que realça a beleza da peça.Uma roupa simples ganha uma nova "cara" com um belo bordado.

Agora um pouco da história do bordado ao longo do tempo. A arte de bordar é uma técnica muito antiga que iniciou a mais 2500 anos atrás em paises como a China usava-se o bordado como linguagem simbólica, por exemplo uma borboleta significava o amor. Na Índia o bordado era uma forma de sustentar as familias. Os gregos e romanos bordavam suas túnicas em ouro. Na França no século XI, produzia tapeçaria feito com lã. Durante os séculos XI e XII na Inglaterra o bordado ganhou fama em toda Europa. O bordado inglês sofreu um declínio no século XIV. A Alemanha medieval passou a usar contas e cristais nos bordados, tecidos e fios de linho no lugar de ouro e sedas.Com materiais mais simples foram criados mais dois tipos de bordados.  Com a influência renascentista a agulha passou a ser usada como pincel e as linhas à semelhança das pinturas .Os bordados se transformam em quadros realistas.
 
Bordado séc. XII

Na Espanha , século XVI criam-se novo estilo de bordado; no bordado negro era usado fio de seda negra em fundo branco, algumas vezes com ouro e lantejoulas.No século XVII a extravagancia deu lugar ao conforto com lãs coloridas, desenhos de folhas, frutas, e pássaros.
No século XVIII, bordados foram muito usados, tanto em roupas masculinas quanto femininas, os botões eram cobertos com bordados, roupas de cama e de bebês . No séculoXIX , junto com as máquinas surgem os desenhos de bordados e revistas especializadas, novos tecidos fizeram o bordado ter um declinio.
No século XX, os indios americanos usavam muita originalidade em seus bordados.Na década de 20 usavam - se lantejoulas nos vestidos,e na década seguinte as lantejoulas foram parar na bainha destes.
Nos dias de hoje as peças customizadas são revitalizadas com a presença das diversas formas e ponto de bordar. Na figura abaixo ( a peça customizada),  bordei em linha verde e usei a técnica de fio puxado.



 Contornando e passando a linha em volta do desenho, deixando uma pequena distância de um ponto ao outro. Fica um resultado muito bonito, existem diversos pontos de bordar, linhas e cores. A agulha tem que ser especial para bordar - não é a mesma agulha de costurar.
Estou muito feliz sendo assitente da Ducarmo, colocando em prática o que aprendi no Senai e agora aqui no blog partilhando com vocês essa experiência. E olha vou dizer pra vocês o que a Ducarmo sempre me diz: " Moda, costura, modelagem e etc... tem que estudar e muito, viu".

... e aí se animou? Vamos lá, basta ter uma boa iluminação, criatividade concentração,capricho e mãos à obra.

Um grande beijo no coração de todos e fique com Deus, até a próxima.
Claudinha .

Um comentário:

Ducarmo disse...

Ficou lindo Claudia, um grande abraço.